quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Impostura crimminosa

Enquanto pratica a criminosa política de lesa-pátria, mantendo os orçamentos militares abaixo do necessário (o que agrava a conseqüência de “tragédias” como o incêndio que destruiu 70% da base brasileira na Antártida), o governo cobra cada vez mais impostos do cidadão.
Só nos últimos dez anos, o brasileiro dobrou o volume pago ao Leão do Imposto de Renda. A fatia dos impostos de pessoas físicas frente ao total arrecadado subiu de 11% para 13%, entre os anos 2002 e 2011 – conforme estudo da consultoria Ernst & Young Terço para o jornal O Globo.
Um outro estudo, do economista Ricardo Bergamini, revela que, no primeiro ano do governo Dilma Rousseff (2011) as receitas tributarias da União cresceram 8,36% do `Produto Interno Bruto (tudo que a economia brasileira produz em um ano). Houve real em relação ao PIB de 22,22% em relação ao período do governo FHC. No governo Lula (2003/2010) foi de 7,45% do PIB. Crescimento real de 8,92% em relação ao governo FHC. O professor Bergamini fez os cálculos em sobre os seguintes valores: PIB – 1995/2002 (R$ 8.492,4 bilhões); PIB – 2003/2010 (R$20.707,4 bilhões); PIB 2011 – Previsão – (R$ 4.050,9 bilhões).
O estudo da consultoria Ernst & Young Terco, com base em dados da Receita Federal, retrata bem a impostura tupiniquim. Apesar de o governo ter conseguido ampliar o volume de recursos arrecadados, deixou para trás uma oportunidade de reduzir a carga tributária para o brasileiro. Prova disto é que o reajuste do salário mínimo foi de 386,61% nos últimos 15 anos, enquanto a tabela do IR foi reajustada em 73,95%, uma diferença de 179,73%.
Reportagem de O Globo mostra que, no ano passado, a arrecadação com Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) e o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), que inclui venda de imóveis, veículos e outros rendimentos de trabalho, foi de R$90,798 bilhões. Em 2002, o montante tinha sido de R$ 44,953 bilhões,considerando os valores ajustados pela inflação. Já a arrecadação total saltou de R$ 405,486 bilhões (em 2002) para R$ 698,320 bilhões. Com isso, a fatia dos impostos de pessoas físicas frente ao total arrecadado chegou a 13% entre 2002e 2011.
A evolução na arrecadação de impostos confirma que é intencional a política de manter as Forças Armadas sob constante sufoco orçamentário. Dinheiro tem. Não se investe no Exército, Marinha e Aeronáutica para cumprir a criminosa estratégia de enfraquecer o Poder Real Brasileiro.
Com os guardiães da Defesa Nacional operando na míngua de recursos, fica facilitada a política globalitária de manter o Brasil como mera colônia de exploração, sem capacidade real de desenvolvimento.
O curioso é que os cidadãos é quem ajudam a financiar, via impostos extorsivos,o crime de lesa-pátria praticado por integrantes do Governo do Crime Organizado contra o Brasil.
*Por Jorge Serrão - Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

O tirano ditador e sanguinário Fidel Castro, envia carta aos trabalhadores do MST

"O Movimento Sem Terra é a genuína expressão da luta por um mundo melhor". A frase é de Fidel Castro Ruiz, presidente de Cuba, em mensagem enviada ao 5º Congresso do MST, que acontece em Brasília. A carta de Fidel foi lida para cerca de 20 mil trabalhadores Sem Terra na terça-feira, dia 12. "O MST é um dos mais destacados e combativos movimentos sociais que lutam por este mundo melhor. É também um dos mais organizados em suas ações e profundos em suas concepções", disse o líder cubano.
Fidel Castro também destacou a solidariedade entre cubanos e o MST, que conta atualmente com 80 jovens estudando na Escola Latino-Americana de Medicina, de Cuba. Outros 20 já se formaram médicos e 40 iniciam seus estudos ainda este ano. Ele também saudou a criação da Escola Latino-Americana de Agroecologia, no Paraná, e o uso, pelo MST, do método "Sim, eu posso", que já alfabetizou milhares de jovens e adultos sem-terra no Brasil. "A solidariedade de Cuba com os projetos sociais de alto conteúdo humano não faltará", completou.
Além de Fidel, outro presidente que fez questão de enviar uma mensagem aos Sem Terra, foi o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Em uma mensagem gravada em vídeo ele agradeceu ao convite de participar do Congresso, que não iria participar por problema de agenda, e enviou saudações e comentou que o MST é o movimento que está em crescimento.
LEIA A ÍNTEGRA DA MENSAGEM DE FIDEL CASTRO
Companheiros e companheiras do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra,
Com sinceros sentimentos de solidariedade, lhes envio uma fraternal saudação, na ocasião em que ocorre o seu 5º Congresso. É uma satisfação enviar esta mensagem a vocês, que são a genuína expressão da justa luta por um mundo melhor, sem exclusão nem exploração.
O Movimento Sem Terra é um dos mais destacados e combativos movimentos sociais que lutam por este mundo melhor. É também um dos mais organizados em suas ações e profundos em suas concepções, como partes integrantes de um estilo de trabalho, no qual se destaca a discussão coletiva e a austeridade como características relevantes.
Do Movimento Sem Terra, temos recebido a solidariedade e o alento, em nossa longa e dura luta frente ao império mais poderoso que jamais existiu e para construir uma sociedade de justiça e eqüidade social.
Observo com interesse o projeto de estabelecer, em conjunto com a Via Campesina, uma escola latino-americana de agroecologia para formar 250 jovens camponeses, a cada semestre, como agrônomos ecologistas. É um excelente projeto, do qual se beneficiará a agricultura latino-americana e caribenha.
Para mim, também é motivo de alegria saber que vocês já contam com 20 jovens médicos brasileiros surgidos das filas do Movimento Sem Terra e egressos da Escola Latino-Americana de Medicina, que outros 80 estão estudando ali e mais 40 iniciarão seus estudos este ano, enquanto avança entre vocês o programa de alfabetização de adultos no campo, mediante o método desenvolvido em Cuba e prazeirosamente cedido ao Movimento Sem Terra, "Yo sí puedo", em português, "Sim,eu posso".
A solidariedade de Cuba com os projetos sociais de alto conteúdo humano como esses, não faltará. Desejo-lhes êxitos em seu 5º Congresso.
Fidel Castro Ruiz

Porrada na esquerda (A arte de praticar esgrima com um muro)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Sucatas e acidentes...Até quando?

Um incêndio na Base Comandante Ferraz da Marinha do Brasil na Antártica, arrasa com toda a instalação. Dois marinheiros morrem um fica ferido e os prejuízos para os cofres públicos são incalculáveis.

Semana passada pega fogo no SUCATÃO DO MAR o "orgulho" da esquadra Tupiniquim, o Navio Aeródromo São Paulo. Um morto e dois feridos.


Talvez o único porta aviões do mundo que custa uma baba por ano aos cofres públicos e possui apenas um avião em condições de uso.
A banheirona vive em reformas, está atracado há anos na base da marinha no Hell de Janeiro e recentemente veio a Santos em treinamento onde muitos puderam constatar que as reformas feitas na banheira foram "bem meia boca".
O navio foi comprado em 2.000 pelo então presidente FHC junto ao governo Francês.
O exército brasileiro está totalmente sucateado, não tem grana para as refeições dos recrutas que antes ficavam "internos" nos quarteis e hoje alguns voltam para casa para dormir e fazer refeições.
O equipamento que ainda funciona em sua maioria é da Segunda Guerra.

O governo das ratazanas vermelhas ajudou a phoder de vez com as nossas FFAA. Sem contar que a Gloriosa FAB virou gerente de espaço aéreo em aeroportos oficiais, pois o que entra e sai de avião clandestino pelas nossas fronteiras é uma coisa de outro mundo. E a FAB não tem equipamentos e nem grupamentos de fronteira para derrubar essas aeronaves. Os caras estão usando aviões Tucano para fazer patrulhamento de fronteira...isso quando usam. Os nossos Caças em sua maioria são os velhos Mirage Franceses que estão no chão, desmontados, por falta de peças, ou por idade mesmo, sem contar os tantos que estão no chão porque cairam....
Como é que um país quer ser líder regional se não consegue manter nem o rancho das tropas?
Agora com o famigerado Pré Sal, como é que o Brasil vai fazer o patrulhamento de nossa costa com sucatas chamadas de navios?
Tem país que envia navios para cá com carga e quando deixam o Brasil eles ROUBAM nossa água potável dos rios da Amazônia em navios tanques ou arrastando gigantescas "bexigas" cheias de água pela popa do navio e ninguém diz nada.
E isso já tem até nome, HIDROPIRATARIA!!!
Não esqueçam que o maior bem de uma população no futuro não será o petróleo, e sim a água, e do jeito que vai o povo brasileiro será capaz de passar sede porque as fontes de água ficarão nas mãos dos neocolonizadores.
O DESgoverno de Banânia prova que não sabe nada de nada e que só está no poder para ajudar aos mesmos ratos de sempre a roubar a nação. Adminstrativamente falando, e pelo bem do país, não servem para porra nenhuma.
E agora as forças armadas conseguiram uma nova função. Viraram guardas de patrimônio nas favelas cariocas para enrolar eleitor otário e roubar ainda mais turista burro.
Vejam quantos carros de combate estão em uso nas favelas e quantos estão prontos nos quarteis para uma eventualidade.
Pegaram tudo o que ainda funciona e jogaram nos morros cariocas, e o resto do Brasil incluindo nossas fronteiras estão aí para quem quiser entrar...ou sair.
*Fonte : Blog O Mascate.

Lula teria recebido propina?

 

Empresa de inteligência dos EUA sugere que Lula recebeu propina por caças franceses Rafale
Confusão à vista – Quando assumiu o poder central, uma das primeiras providências da presidente Dilma Rousseff foi colocar na chamada “geladeira” o projeto de renovação da frota de supersônicos da Força Aérea Brasileira. Seu antecessor, Luiz Inácio da Silva, anunciou a decisão do País de comprar os caças Rafale da francesa Dassault, mas o assunto entrou na fila da espera sem maiores explicações.
Para despejar doses extras de polêmica sobre um caso que vinha agitando os bastidores da política, em Brasília, o Wikileaks começou a publicar e-mails da companhia de inteligência global Stratfor. Sediada no Texas, a Stratfor tem o Departamento de Defesa e de Segurança Interna dos Estados Unidos como um dos seus principais clientes. Entre algumas mensagens já disponíveis para o público, a Strafor analisa as compras militares brasileiras e cita um jornal “parceiro” da companhia.
Barril de pólvora
Na mensagem que analisa as compras militares do Brasil, o analista de geopolítica da Stratfor cita fontes no consulado norte-americano para questionar o Ministério da Defesa.
“Você está certo em se perguntar o que, em nome de Deus, Brasília está fazendo. A Marinha brasileira é uma merda. É uma piada, e eu sei porque eu falo com os militares do consulado o tempo inteiro a respeito disso. A tentativa deles de adquirir um submarino nuclear não faz sentido algum”, diz a mensagem, que também fala da compra dos caças Rafale.
“O fato de que eles querem o Rafale e o Gripen é uma piada. O F-18 é o melhor equipamento. Nós os oferecemos um excelente pacote, inclusive bastante transferência de tecnologia. (…) O Rafale, mesmo com o preço reduzido, ainda está muito caro. E o Gripen é uma merda. Se você compra o Gripen, você é uma Eslováquia”.
Para justificar a escolha brasileira pelo Rafale, a empresa aponta que Lula pode ter recebido propinas para dar preferência aos franceses.
“A compra dos submarinos é tão estúpida que deve ter alguma compensação por trás. Lula provavelmente está procurando um dinheiro para sua aposentadoria. A compra ainda veio no fim do seu mandato, assim como os caças. O nosso Departamento de Tesouro é contra oferecer propinas, o que não nos permite fazer grandes negócios num lugar corrupto como o Brasil”.
* Fonte: Ucho.info

Enquanto você paga seus impostos...

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Governo perdulário e festeiro

Governo gastou R$ 54,2 milhões em festas e homenagens
O governo federal desembolsou R$ 54,2 milhões com festividades e homenagens em 2011, ano em que a presidente Dilma Rousseff sofreu com denúncias contra seus ministros. O balanço é da ONG Contas Abertas.
Segundo a entidade, o principal responsável pelo aumento do valor (que em 2010 chegou a R$ 45,4 milhões) foi o Ministério da Cultura, da ameaçada de degola Ana de Hollanda. A maior parte dos recursos foi aplicada pela Fundação Nacional de Artes.
O governo, por outro lado, fez cortes severos no Orçamento e diminuiu o ritmo de investimento em programas como o Minha Casa, Minha Vida, um dos principais do governo Lula.
Em 2007, os gastos com festividades e homenagens foram de R$ 17,4 milhões. Em 2009, o montante já havia saltado para R$ 31,8 milhões.
*Fonte:http://bandeirantesnews.blogspot.com/2012/02/governo-gastou-r-542-milhoes-em-festas.html?spref=fb

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Um esquema bilionário no Denatran

Privatização da gestão das vistorias veiculares no País é considerada irregular pelo Ministério Público. O negócio que movimenta R$ 5 bilhões foi articulado pelo senador Ciro Nogueira.

chamada.jpg
PADRINHO
O senador Ciro Nogueira foi quem indicou o diretor do Denatran, Júlio Arcoverde
Há sete anos, o PP controla o Ministério das Cidades. Mas o partido não é homogêneo. Na lógica partidária de loteamento da pasta, o Denatran tornou-se feudo do senador piauiense Ciro Nogueira. Toda resolução emitida pelo órgão é antes discutida a portas fechadas num escritório de advocacia em Brasília. No fim do ano passado, o senador teve um encontro com o diretor do Denatran, Júlio Arcoverde, o ex-deputado Inaldo Leitão, o coordenador-geral de informatização Roberto Craveiro e o lobista Gil Pierre Herck, afastado em dezembro, após ISTOÉ denunciar que ele trabalhava em benefício de ex-sócios e integrantes da Associação Nacional das Empresas de Perícias e Inspeção Veicular (Anpevi). O objetivo da reunião era discutir a evolução do processo de privatização das vistorias no País. Foram debatidas estratégias para tornar a vistoria veicular também obrigatória para a emissão do licenciamento anual dos veículos e maneiras de garantir o controle sobre a administração de um negócio de legalidade suspeita e que movimenta R$ 5 bilhões por ano, as chamadas UGCs, Unidades de Gestão do Cadastro Veicular.

O negócio, questionado pelo Ministério Público e alvo de investigação da Polícia Federal, foi idealizado no início da gestão do PP nas Cidades e posto em prática a partir da publicação da resolução 282, de 2008, que passou à iniciativa privada a competência para a realização de vistorias – antes exclusivas dos Detrans. Para a gestão dos laudos de vistoria, foi criado um sistema operado pelas UGCs, que passaram a agir como intermediárias entre as empresas de vistoria e o Denatran. Hoje, para a empresa de vistoria operar ela precisa estar credenciada à UGC, que cobra uma taxa pelo acesso ao banco de dados do Renavam. O problema é que, ao criar as UGCs, a turma de Ciro Nogueira, além de não ter recorrido à licitação, como previsto em lei, numa canetada concedeu a um grupo seleto de cinco empresas o direito de comercializar informações do poder público.

Os atos administrativos que criaram as UGCs são questionados na Justiça Federal em vários processos movidos pelo Ministério Público, Detrans e sindicatos de despachantes. Numa ação acolhida pela Justiça Federal em Minas Gerais, por exemplo, o procurador Tarcísio Henriques Filho exige a suspensão das vistorias em território nacional e a intimação da cúpula do Denatran. Alega que vistoria é “exercício do poder policial” e deveria continuar sendo prestado pelos Detrans. O Tribunal de Justiça do DF, em decisão da Quarta Turma Cível, questiona também a concessão do serviço às UGCs sem licitação. Em outra ação que corre na Justiça Federal do DF, o advogado Everton Calamucci, presidente da Federação Nacional dos Despachantes, denuncia que haveria uma única UGC vendendo o acesso a outras quatro. As suspeitas recaem sobre a Oxxy.Net, conhecida no mercado pelo nome AutoConsulta. Ela foi credenciada no ano passado junto com as empresas Compuletra, Praxis, Otimiza e TAN.

A PF tem informações de que a Oxxy teria o lobista Gil Herck como sócio oculto. Um “termo de compromisso” foi assinado em 8 de dezembro de 2008 entre Herck e os empresários Humberto Celina, Vagner Caovila, Marciano Nascimento e Carlo Cigna. Um mês depois, foi constituída no número 404 da rua Sete de Abril, em São Paulo, a Oxxy.Net Consultoria. Curiosamente, no mesmo endereço funcionam a Oxxygenium Digital Technologies, que desenvolve a plataforma usada pela Oxxy para credenciar as empresas de vistoria, e as empresas ClickConsult e ClickAuto. Esta tem como sócios Caovila, presidente da Anpevi e advogado de Herck, e a empresa Checkauto Informações Veiculares, investigada pela PF por venda de dados do Renavam. Apesar de estar na mira do MP, Ciro Nogueira garante que não participa de encontros em escritórios de advocacia e que só passou a ter influência no Denatran com a nomeação de Júlio Arcoverde. “O antecessor era da cota do Mário Negromonte. As investigações são da gestão deles.”
img.jpg
*Claudio Dantas Sequeira, na IstoÉ

Aborte o PT antes que ele sugue você.

Passei a semana matutando. Afinal 2014 começa agora e está na hora de começarmos a refletir pra não nos iludirmos de novo.
Quem poderá fazer frente à candidatura petista? Nem sabemos se será “Elle” ou “Ella”.
Não vejo nada no horizonte.
Contar com os tucanos? Aposta arriscada. Estão repetindo os mesmos erros de sempre.
Exemplo? A prefeitura de São Paulo. O PT já tem candidato gostemos ou não do fato. E os outros partidos? Afinal neste “samba de político doido” já nem sabemos mais quantos são, seus nomes e suas idéias.
Kassab oscila em um movimento pendular: ora acende uma vela a Deus, ora acende uma vela ao Diabo. Alguém sabe o que ele realmente quer?
Tentam obrigar Serra a sair candidato. Se ele ganhar estará impedido eticamente de abandonar (de novo) a Prefeitura para se candidatar à Presidência.
Se candidatando será derrotado – pode ser que me engane – acredito. Será derrotado pelo seu próprio partido como foi na eleição passada.
Lembrem-se da ópera bufa que foi a escolha do vice, onde levaram o Senador Álvaro Dias a fazer um papelão  depois surgindo com  um índio que acabou voltando para sua tribo...
Escolhendo Aécio aí é que perde mesmo. Não podemos esquecer o quanto Aécio traiu Serra dando os votos mineiros para a Dona Encrenca. Para ganhar a eleição é necessário vencer nos três Estados: Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Quem confiaria nos eleitores do Estado do Rio e de Minas Gerais?
Não existe partidos – Existem grupos. Cada um deles na órbita dos partidos líderes: PT e PSDB. Vocês hão de concordar comigo que os grupos em volta do PT são infinitamente maiores e tem todas as armas ao seu dispor: mídia, Justiça Eleitoral e principalmente o cofre que no final de tudo é o elemento principal.
Outro dia conversando com amigos fiz um paralelo entre o Poder e água. O Poder é o “Grande Rio” e a maioria dos políticos sonha em ser seu afluente mesmo que o seu destino seja morrer afogado no oceano. O PT é o caso clássico. Aceita todo e qualquer apoio. Após a vitória joga seus riachinhos afluentes na  rede de esgoto e segue em frente. Não vejo tempo hábil para que surja um nome fora de todo este embrulho. No Twitter muitos se dirigem ao Senador Álvaro Dias pedindo para que seja ele o candidato, talvez o único que conseguisse unir a oposição. Mas o PSDB jamais concordará – vai partir para Serra/Aécio e o final não é difícil de advinhar.
E se vocês me perguntarem: E o PMDB? Se esqueceu dele?
Eu responderei: Em 2050 não sei de que partido será o presidente mas afirmo sem medo de errar que o PMDB será aliado.
Aborte o PT antes que ele sugue você!
*Maria Aparecida Fraga Ferreira, por e-mail, via Resistência Democrática

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Dirceu ajuda campanha chavista, diz jornal


A campanha presidencial venezuelana contará com auxílio de marqueteiros brasileiros. Enquanto o oposicionista Henrique Capriles Radonski será assessorado pelos publicitários Renato Pereira e Chico Mendez, o presidente Hugo Chávez deve ter o auxílio de João Santana, que comandou a campanha da presidente Dilma Rousseff, e do ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu.
Segundo o diário El Universal, Dirceu esteve em Caracas em janeiro, acompanhado do embaixador da Venezuela em Brasília, Maximilien Sánchez Arveláiz, para assessorar membros da campanha de Chávez à reeleição.
Ainda de acordo com o diário, um dos objetivos da visita era melhorar as "lacunas comunicacionais" de Chávez, essencialmente no que diz respeito a seu estado de saúde e sua imagem autoritária. "Estão tentando torná-lo mais conciliador", disse uma fonte da presidência venezuelana ao jornal. Procurada pelo Estado, a assessoria do ex-ministro disse desconhecer a viagem.
Santana, também segundo o jornal venezuelano, deve chegar a Caracas nesta semana para discutir detalhes do contrato. O marqueteiro participou no ano passado da campanha do presidente de El Salvador, Maurício Funes. Assessores do PT também participaram da campanha que levou Ollanta Humala ao poder no Peru.
Na eleição peruana, publicitários brasileiros fizeram Humala suavizar seu discurso e sua imagem, tornando-a mais próxima do perfil do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A estratégia foi bem-sucedida.
Do lado da oposição, Capriles conta com o auxílio de Renato Pereira e Chico Mendez, que já fizeram campanhas para os governadores do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e de Pernambuco, Eduardo Campos.
*O Estado de S. Paulo - 23/02/2012

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Se um Hamas era ruim, dois é pior

Cisão no grupo terrorista palestino complica o já atribulado conflito árabe- israelense
De boas intenções, o inferno e o Oriente Médio estão cheios. Desde que revoluções populares começaram a derrubar ditadores na Tunísia, no Egito e na Líbia, há um ano, diplomatas árabes passaram a marcar reuniões para sanar as divergências entre os grupos que dirigem os dois territórios palestinos: o partido laico Fatah, que governa a Cisjordânia, e o grupo islâmico Hamas, no comando da Faixa de Gaza. Desde 2006, a participação do Hamas em ambos os governos atravanca as negociações de paz com Israel. O primeiro país a se candidatar para intermediar a briga foi o Egito, com o moral em alta após a queda de Hosni Mubarak. Depois, foi a vez das monarquias da Jordânia e do Catar de tentar uma reconciliação. Um a um, os acordos viraram poeira no deserto. Hamas e Fatah continuam rivais. A novidade é que agora existem dois Hamas.
O primeiro é o do exílio, com sede na Síria e liderado por Kalid Meshal. De Damasco, ele comandava as brigadas Al-Qassam, seu braço armado e terrorista. Seus membros eram protegidos pelo ditador sírio Bashar Assad. Apesar de o Hamas ser da corrente muçulmana sunita e de Assad ser alauita, considerada uma vertente do xiismo, ambos tinham algo em comum: viviam do dinheiro enviado pelos aiatolás iranianos para fazer frente a Israel. O segundo Hamas é o que governa a Faixa de Gaza desde 2007, quando seus soldados deram um autogolpe e mataram mais de uma centena de rivais do Fatah.
O racha no Hamas se deu em meados do ano passado. O governo de Assad já havia assassinado milhares de cidadãos quando o Irã pediu que o grupo palestino apoiasse o regime sírio. Meshal e sua turma se recusaram a endossar o massacre de sunitas, anulando assim a aliança circunstancial com o Irã e a Síria e voltando-se para a fidelidade de tribo. Como reprimenda, os cheques iranianos sumiram. O escritório do Hamas em Damasco foi abandonado e Meshal tornou-se mais moderado. Nas conversas diplomáticas, ele reconheceu as fronteiras palestinas da maneira como preveem os tratados da ONU – o que representa uma aceitação tácita de Israel – e falou em reduzir a hostilidade em relação ao estado judeu. Já o primeiro-ministro em Gaza, Ismail Haniyeh, do segundo Hamas, reafirmou o objetivo de destruir Israel e até reprimiu uma manifestação de palestinos indignados com a matança de sunitas na Síria. As promessas de Meshal no exterior não têm valor algum para esse Hamas.
Há duas semanas, no Catar, onde se estabeleceu após sair da Síria, Meshal apertou as mãos de Mahmoud Abbas, do Fatah. Os dois prometeram criar um governo conjunto em que Abbas acumularia os postos de presidente e de primeiro-ministro da Autoridade Palestina. O acordo foi rechaçado pelo outro Hamas. O líder religioso do grupo em Gaza, Mahmoud Zahar, desautorizou Meshal e disse que ninguém no território tinha sido consultado previamente. Na semana passada, Ismail Haniyeh foi ao Irã para reafirmar os laços com a teocracia xiita e obteve o compromisso do líder supremo, Ali Khamenei, e do presidente, Mahmoud Ahmadinejad, de ter todo o apoio necessário para seguir na luta contra Israel. Khamenei ainda alertou o palestino sobre infiltrações de agentes do Fatah em seu grupo. Gaza continua assim como um posto avançado e um depósito de munições do Exército iraniano, que pretende usar o território em uma guerra contra Israel – um cenário cada vez mais provável, considerando-se a recusa do Irã em suspender seu programa nuclear e a disposição de Israel de impedir a construção de um arsenal atômico persa. Na semana passada, o Irã inaugurou 3 000 novas centrífugas para produzir urânio enriquecido, o combustível da bomba.
Quando o Hamas assumiu o poder na Faixa de Gaza, especulava-se que talvez a necessidade de governar obrigasse o grupo a ser mais pragmático e, portanto, moderado. Mais preocupante era a atuação do seu braço exilado, que longe das responsabilidades do cotidiano poderia se apegar à ideologia e às táticas terroristas. Os fatos das últimas semanas indicam que ocorreu o contrário. O Hamas no exterior negocia, e o Hamas no governo se arma. Triste é saber que quem agora opta pela moderação não é ouvido por aqueles que teriam condições de pôr essa nova postura em prática. A resposta para essa reviravolta está nos ventos que sopram do Irã. (VEJA - 18/02/2012)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

A provável intenção de Hugo Chávez: Cuba-Venezuela, um Estado transnacional.

CASO VENÇA O CÂNCER E A ELEIÇÃO DE OUTUBRO, CHÁVEZ PODERÁ TENTAR CRIAR UM ESTADO TRANSNACIONAL CUBA-VENEZUELA.
Chávez empunha orgulhoso bandeira cubana. Comenta-se que pretende criar Estado Transnacional Cuba-Venezuela.
O caudilho Hugo Chávez continua com suas provocações costumeiras. Nesta foto acima desfralda a bandeira de Cuba, país que hoje está infiltrado em todas as atividades governamentais venezuelanas, segundo é veiculado de forma insistente pela grande mídia internacional e pelos jornais de oposição ao regime chavista.
Há inclusive um esquema entre Chávez e Fidel Castro e seu irmão Raúl, que faz o entrosamento entre os órgãos de inteligência (polícias políticas) de Cuba e Venezuela.
Todas as informações dos cidadãos venezuelanos estão contidas num chip incrustrado no cartão eletrônico de identidade que tem acesso remoto pela polícia política de Chávez, o Serviço bolivariano de Inteligência (SEBIN).
Segundo reportagem veiculada recentemente pelo jornal El Nuevo Heraldo de Miami (EUA), esse sistema que hospeda informações de todos os venezuelanos num centro de tecnologia em Cuba, controlado pela ditadura castrista, deverá ser definitivamente implantado caso o caudilho consiga se reeleger nas eleições presidenciais marcadas para outubro deste ano.
Este, aliás, é um dos temas que deverão ser abordados pelo candidato oposicionista Henrique Capriles Rondonski, eleito domingo durante as primárias da Mesa de Unidade Democrática (MUD) como candidato único das oposições contra Hugo Chávez.
Outra questão diz respeito a intromissão de funcionários cubanos em órgãos governamentais da Venezuela, coisa que irrita os cidadãos venezuelanos que são vigiados por agentes secretos de Fidel Castro que atuam em território venezuelano.
Comenta-se, inclusive que, caso Chávez sobreviva ao câncer e vença o pleito de outubro, deverá criar um Estado Transnacional que unirá a Venezuela a Cuba.
Esse são alguns pontos sensíveis que o candidato Capriles deverá denunciar durante a campanha eleitoral. Capriles tem dito que seu discurso será moderado, porém firme.
Entretanto, ao que parece, a MUD ainda pisa em ovos e não definiu a linha político-ideológica de sua campanha.
*Blog do Aluizio Amorim

Bye, bye, privacidade! Canadá apresenta projeto de lei que visa a espionagem online

...
Há um novo projeto de lei nas obras que,se aprovada, vai puxar a ficha sobre como a Internet é usada no Canadá.
Legisladoresno Great White North estão debatendo um projeto de lei que vai pulverizar o queresta da privacidade on-line para os canadenses.
Ospoderes de investigação para o século 21 (Lei Bill C-51) é a legislação que nãoé novidade para o Parlamento canadense, mas após uma série de adições e outrasmudanças, os parlamentares não deverão começar a discussão sobre isso estasemana. Se aprovada, a lei será capaz de monitorar toda a Internet e atividadede telefone de qualquer pessoa, em qualquer lugar do país, sem ter autorização explicita.
Deacordo com o Calgary Herald fora da província de Alberta, um governoconservador da maioria é provável que aprove o projeto.
VicToews, ministro do Canadá da segurança pública, acha que o projeto é necessáriopara o bem-estar da nação. "Estamos propondo a trazer para medir, paratrazer as leis para o século XXI e fornecer a polícia com as ferramentas legaisde que necessitam, "ele pede.
Osopositores da Toews, porém, dizem que o projeto vai fazer muito mais mal do quebem.
"Seique o sistema de justiça criminal está constantemente à procura de informaçõessobre criminosos, etc pornografia infantil, mas ao mesmo tempo, parece que umainvasão de informações pessoais de todos," Universitário Jared Exner dizCTV. Ele usou a Internet toda a sua vida e está ciente da legislação já emvigor para impedir coisas como a pornografia infantil. Se Bill C-51 é passado,no entanto, operacional qualquer pessoa na Web ou em um dispositivo móvel noCanadá vai ser sujeito a vigilância, instantânea não-pergunta-perguntado.
Towesinsiste que é uma questão que é preto ou branco. Canadenses, diz o ministro,"pode ​​ficarconosco ou com os pornografia infantil."
Emuma forma anterior, o projeto de lei no Parlamento, morreu junto com umadisposição que permitiu "acesso sem mandado" para as autoridades. Acampanha conseguiu ajudar a matar esse aditamento, mas está de volta mais umavez. Se for aprovada, as autoridades serão capazes de ver qualquer coisa, aqualquer hora, e alguns temem que era instalar o Big Brother durante muitoampla de um meio.
"Issopode incluir qualquer coisa a partir de endereços de e-mail para os endereçosIP e números de celular-identificados", Universidade de Ottawa, oprofessor de direito Michael Geist diz ao Winnipeg Free Press. "Acapacidade de usar esse tipo de informação de uma forma altamente sensíveis semqualquer supervisão real é muito real. "
Aoforçar provedores de Internet e celular para lidar com endereços IP, os perfispodem ser construídos de qualquer Canuck que detalha praticamente cadamovimento que eles fazem online. Geist pensa que, como forma demasiado abrangentede um regulamento e pergunta por que é mesmo necessário.
Umacoisa (o governo) nunca deu é a evidência para mostrar como o atual conjunto deleis tem bloqueado investigações ou criado uma barreira significativa paragarantir que estamos seguros no Canadá", acrescenta.
Outrostemem que, se as autoridades canadenses têm o poder de monitorar em tempo real,sem justificar, o olho que tudo vê irá observação aparentemente deixará asliberdades civis.
"Comopodemos nós confio-lhes para não usar a informação privada para intimidar oscanadenses cumpridores da lei para protestar contra um gasoduto, ou corte depensão protesto?" Pede Francis Scarpaleggia, uma MP Liberal paraLac-Saint-Loius. Como Exner, Scarpaleggia se opõe ao projeto de lei. Membro doPartido da Nova Democracia e digital crítico Charlie Angus também é contra, eadverte o Parlamento de que, se aprovada, vai transformar cada de canadense detelefonia celular em "um prisioneiro pulseira electrónica."
"Eudigo a Vic Toews," parar de se esconder atrás do bicho papão. Pare de usaro bicho papão para atacar os direitos básicos dos cidadãos canadenses ",acrescenta Angus." É Vic Toews dizendo que cada comissário de privacidadeneste país que tem levantado preocupações sobre a tentativa deste governo paraapagar a obrigação básica de obter um mandado judicial, ele está dizendo queeles são por pornografia infantil? "
Cercade 100.000 canadenses, até agora, assinaram um "parar de espionagemonline" petição iniciada por openmedia.ca, um grupo de lobby líquidoneutralidade.
*Fonte: http://rt.com/

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Chávez teria desviado para Cuba, grande fortuna, em ouro, para seu projeto futuro...

VAZA NA INTERNET FOTO DE AVIÃO CUBANO EMBARCANDO CAIXOTES COM LINGOTES DE OURO DAS RESERVAS DA VENEZUELA. ANTES DA FOTO, JORNALISTA DEU O FURO!
A nota da coluna de Nelson Bocaranda e acima a foto do Hércules C-130 no momento em que estaria embarcando os lingotes de ouro das reservas do Governo da Venezuela
Em sua prestigiosa coluna em site na internet, o jornalista Nelson Bocaranda Sardi, um dos mais bem informados da Venezuela, publicou uma nota no dia 16 deste mês de fevereiro, informando que "enquanto se celebram as primárias (eleições primárias da oposição), no aeroporto de Maiquetía carregavam um avião Hércules C-130 com caixotes iguaizinhos aos recebidos da Inglaterra, com lingotes de ouro das reservas do Governo. O destino: Havana, a capital cubana. Vigilância militar e civil. Usaram empilhadeiras da empresa Equiser Handling que são agentes da Cubana de Aviación... (reticências no original)
Agora há pouco, a famosa cantora venezuelana María Conchita Alonso disparou pelo Twitter @M.ConchitaAlonsoB. a nota postada pelo jornalista Nelson Bocaranda e acrescentou o flagrante do momento em que o avião cubano estaria embarcando os caixotes contendo lingotes de ouro das reservas do Estado Venezuelano. @Orvex retuitou o twittpic de Conchita com a foto do Hércules C130, que ilustra este post.
Lembram que há um mês ou mais Chávez anunciou que estava expatriando dos cofres ianques as reservas em ouro da Venezuela.
Há quem afirme que Hugo Chávez, escaldado com o câncer que faz metástase em direção ao seu fígado e, particularmente, com os mais de 3 milhões de votos apurados nas primárias da Oposição que consagraram Enrique Capriles Rondonski para lhe dar combate em outubro, estaria se preparando para um horizonte político empanado por uma névoa de incertezas.
* Blog do Aluizio Amorim

Israel vai atacar o Irã?

Na semana passada, o "New York Times" divulgou um telefonema interessante ocorrido em janeiro entre o presidente Obama e o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu. De acordo com o jornal, Obama tentou convencer Netanyahu, com algum grau de êxito, de que este não é o momento certo para uma ação militar contra o Irã.


O artigo do NYT observou que "funcionários seniores de Israel viajaram a Washington nas últimas semanas para apresentar o argumento" de que o Irã vai em pouco tempo alcançar o ponto em que um bombardeio não conseguirá mais destruir seu programa nuclear. 

Para os brasileiros e americanos que não acompanham essa questão de perto, um processo de lavagem cerebral em massa está sendo realizado por meio da grande imprensa. O Irã -que mesmo o atual secretário da Defesa dos EUA, Leon Panetta, já admitiu que não busca construir uma arma nuclear- é retratado como decidido a fazer isso. 

E para quê? Para que possa atacar Israel com uma arma nuclear e assim tornar-se o primeiro país do mundo a cometer suicídio em massa, já que Israel possui armas nucleares suficientes para matar cada iraniano várias vezes. Faz sentido, desde que você parta da premissa de que o suicídio em massa é a maior aspiração iraniana. 

Mas a maioria dos especialistas acredita que o Irã busca não armas nucleares, mas a capacidade de produzi-las. Trata-se de uma capacidade compartilhada por Brasil, Argentina, Japão e outros países dotados de reatores nucleares civis -e que poderiam produzir armas nucleares em questão de meses. 

O Irã, como esses outros países -e diferentemente de Israel-, cumpre o Tratado de Não Proliferação Nuclear e continuará a fazê-lo mesmo que desenvolva tal capacidade. 

Para voltar aos EUA: a boa notícia é que Israel não vai atacar o Irã antes da eleição presidencial americana. Muitas pessoas enxergam Obama como um banana: foi atropelado por seus generais no Afeganistão, por Wall Street na reforma financeira etc. Mas ai de quem tentar atrapalhar a reeleição de Obama. Ele os esmagará. E uma guerra com o Irã, não importa quem a inicie, seria arriscada demais para um ano eleitoral. Vale apostar que Obama tenha recordado aos israelenses quem manda e quem dá bilhões de dólares por ano para quem. 

Para deixar a mensagem ainda mais clara, na semana passada dois funcionários da administração Obama que não foram identificados disseram à imprensa que Israel está financiando e treinando terroristas iranianos para que matem cientistas nucleares, incluindo cinco assassinados desde 2007. 

Esse suposto vazamento foi mais uma maneira de mostrar aos israelenses que o presidente Obama está falando sério e, possivelmente, que neste momento ele não quer assassinatos políticos, coisas que poderiam aumentar as chances de escalada e guerra. 

A má notícia é que a administração Obama, com a ajuda da grande imprensa, ainda está preparando o terreno para uma possível guerra com o Irã no futuro, assim como o presidente Bill Clinton preparou o terreno para seu sucessor invadir o Iraque. E essa é uma guerra que o mundo precisa impedir.



sábado, 18 de fevereiro de 2012

O Brasil perdendo força

O baixo crescimento do PIB brasileiro em 2011, previsto pelo resultado divulgado pelo Banco Central de um aumento do PIB de 2,8%, faz com que nosso crescimento médio anual caia para abaixo de 3,5% nos últimos três anos, perdendo força em relação ao crescimento médio do país no governo Lula, que foi de 4%. Desde 2008 o país cresce menos que a média dos emergentes, e mesmo a média dos oito anos do governo Lula, melhor do que a de seu antecessor FHC (2,3%) ficou abaixo da média do painel mundial, de 4,4% segundo estudos do economista Reinaldo Gonçalves, professor da UFRJ. Nada indica que este ano a economia possa ter uma recuperação que melhore sua média anual de crescimento do PIB.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Impunidade sob a ética petralha

Atolado em denúncias de todos os tipos. Mais sujo que pau de galinheiro, Pimentel vai contar com a ajuda ( ou empurãozinho) da amiga Dilma. É a velha "impunidade oficializada"!
Não é de hoje que eu comento que corrupção e impunidade, sob a ótica petralha, é apenas uma questão de natureza operacional.
E não é que operacionalidade petista está em curso! Descontente com a abertura de processo contra mais um de seus ministros, a presidente decidiu trocar cinco dos sete membros da Comissão no meio do ano. Leiam a notícia no Estadão:
A abertura de processo pela Comissão de Ética Pública da Presidência contra o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, deverá precipitar a troca de cinco dos sete integrantes do órgão no meio deste ano, quando terminam os mandatos. A postura da comissão contrariou novamente a presidente Dilma Rousseff, responsável pela decisão de trocar parte dos integrantes.
Três dos conselheiros poderiam ser reconduzidos, mas o Planalto está determinado a trocá-los. O presidente da comissão, José Paulo Sepúlveda Pertence, no entanto, não será atingido pelas mudanças. O mandato de Pertence só vencerá em dezembro do ano que vem, quando ele deixará a comissão porque já foi reconduzido.
A exemplo do que ocorreu no ano passado, quando a comissão abriu processo contra o ex-ministro Antonio Palocci, Dilma foi “surpreendida” com a abertura da sindicância contra Pimentel, outro ministro muito ligado a ela. A presidente entende que a comissão está “extrapolando” em suas funções ao tomar decisões contra seus ministros, na avaliação dela apenas com base em denúncias de jornais, sem uma apuração concreta.
Na segunda-feira, apesar de integrantes do governo tentarem saber a pauta da reunião, a comissão não repassou a informação, irritando auxiliares da presidente, principalmente quando viram o teor da decisão, já tarde da noite. O Planalto entende que Dilma precisava ser avisada de decisões tomadas pela comissão, antes que elas fossem repassadas à imprensa.
Essa queixa já havia sido feita à comissão em dezembro, quando o colegiado, em decisão inédita, recomendou à presidente que demitisse o ministro do Trabalho, Carlos Lupi.
A postura de Pertence de não querer informar sobre decisões de abertura de processos de ministros e autoridades do governo à imprensa foi motivo de discussão entre os integrantes do grupo em reuniões anteriores. Na segunda-feira, primeiro Pertence negou, em entrevista, que qualquer procedimento tivesse aberto. Somente mais tarde confirmou a notícia à imprensa. Apesar da decisão de investigar Pimentel, o fato de ele estar viajando para os Emirados Árabes ajuda a deixar o caso esfriar.
COMENTO: Este é o pessoal que manda no país, sabiam? Fazem, desfazem e tudo da forma mais mal cheirosa que existe. E tem gente que vota nesta gente e ainda elogia essa corja! Arre!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Por quê as feministas odeiam a Margaret Thatcher?

*Por e-mail via resistência Democrática

O país precisa criar seu próprio pedegree...

O Brasil para se   desenvolver terá que acabar com seu complexo de vira-latas. Ficar o tempo todo   responsabilizando terceiros por suas mazelas, é uma ladainha que não tem mais   sentido neste século. Para não sermos um eterno fornecedor de matérias primas,   teremos que fazer as reformas fundamentais (tributária e trabalhista) que   permitam soltar as amarras de nossa economia e investir pesadamente em   educação, em universidades meritórias, em pesquisas, em tecnologias de   ponta. Ninguém nos impede de realizar essas metas, a não ser nossas elites   políticas de esquerda ou de direita, que hoje rezam na mesma   cartilha da corrupção. Empresas multinacionais, incluindo as brasileiras,    estão presentes em quase todos os países do mundo, mas só aqui em  Pindorama, são consideradas nocivas. Quando deixaremos de ser criança para nos   tornarmos adultos ? Será que nunca chegaremos a maioridade?

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

A bolha dos financiamentos de automóveis

Essa coisa do financiamento de veículos está virando uma bolha descomunal no Brasil e quando explodir vai sobrar pra todo o lado.
Explico: O negócio hoje é vender, vender, vender carros novos. Não se negocia mais carros, mas sim contratos, porque o crédito é de longo prazo e o ganho não está na margem do veículo, vendido às vezes a preços de fábrica –o que em uma economia sadia seria impossível, pois as concessionárias tem seus custos, inclusive o frete para levar os veículos até a agência.
Para compensar, o ganho vem do FINANCIAMENTO, através das taxas de REBATE, que é o percentual de comissão que os bancos devolvem para as concessionárias quando financiam um veículo para algum coitado que acreditou na conversa de taxa 0% ou prazo longo.
Como na maior parte das compras um carro usado é dado como entrada, o que acontece é que começam a se avolumar nos pátios carros usados cujo mercado está em queda livre.
Uma das primeiras vitimas foi o setor de locadoras, onde algumas já quebraram porque elas fazem caixa geralmente vendendo as frotas assim que terminam os financiamentos e financiando novos veículos. Como eles compram mais barato (30 a 35% de desconto), acaba sendo uma forma de fazer caixa mais barata que o financiamento bancário.
Acontece que nem elas estão conseguindo desovar satisfatoriamente seus estoques, daí não fazem caixa e não conseguem sobreviver.
Essas financeiras estão indo pro mesmo caminho. Para manter o volume de lucros e quantidade de negócios estão sendo obrigadas a aceitar riscos dos quais passariam longe há apenas 3 ou 4 anos atrás, o que resulta em explosão da inadimplência, que gera mais carros apreendidos e que vão para o mercado secundário, encalhando como os outros e derrubando ainda mais os preços e assim sucessivamente.
Não se vê qualquer possibilidade de reversão desse caso sem a interferência do governo, e quando essa vier, será um desastre para quem tem carro usado, porque a solução será reduzir fortemente os tributos dos novos, fazendo-os CAIR entre 25 e 40% de preço, o que derrubará imediatamente o mercado de usados, possibilitando que o mesmo seja escoado para uma população que hoje não tem acesso.
Aí o governo vai transferir a crise para um setor hoje em alta, que é o das mecânicas de veículos, que atendem essa população. Trocando seus latas-velhas por carros mais novos, que em tese dão menos problemas, essa população vai descartar seus "pois-é" e a quantidade de idas aos mecânicos cair drasticamente, desempregando centenas ou milhares deles, inclusive porque as tecnologias dos carros mais novos e dos mais velhos é diferente e as oficinas populares nem sempre estão capacitadas – e exige-se investimentos para isso— para atender.
Enfim, são ciclos e mais ciclos, crises e mais crises. Por aqui teremos em breve a crise dos automóveis e logo depois a dos cartões de crédito. São bolas cantadas pelo mercado e que vão explodir em breve.
O endividamento do brasileiro tá começando a ficar impagável.
*gentedecente

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Sigilo nas obras da copa

Cidades fantasmas: A farsa do crescimento chinês


Absolutamente fantástico  e quase inacreditável, quando visto por alguém acostumado com uma economia capitalista. Se isto for verdade a China está caminhando para uma reviravolta econômico-financeira jamais vista na história da civilização. Coitado dos chineses e indiretamente dos brasileiros que vêm usufruindo nos últimos anos uma bonança, que não tem nada a ver com o PT e suas políticas, mas sim com a exportação de commodities para a China.

Desembargador é denunciado por vender liminar em Minas Gerais

Hélcio Valentim de Andrade Filho e outras 12 pessoas respondem por negociar habeas corpus com traficantes.
Um desembargador, um advogado e dois comerciantes transformaram o Tribunal de Justiça de Minas Gerais em um balcão de negócios. É o que consta de denúncia apresentada na última segunda-feira (6/2) pelo Ministério Público Federal ao Superior Tribunal de Justiça.
A denúncia, à qual a ConJur teve acesso com exclusividade, traz o encadeamento da ação dos denunciados em três casos e é repleta de trechos de depoimentos em que os próprios acusados, com exceção do desembargador, contam detalhes do esquema de venda de decisões judiciais.
O desembargador denunciado é Hélcio Valentim de Andrade Filho, que presidia a 7ª Câmara       Criminal do Tribunal de Justiça mineiro até ser afastado das suas funções, em junho do ano passado, por decisão da Corte Especial do STJ. Apesar de o prazo do afastamento imposto pelo STJ ter expirado, o desembargador ontinua inativo porque responde, fora do cargo, a um processo       administrativo disciplinar que corre no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.
O MPF denunciou 13 pessoas por corrupção passiva e ativa, mas são quatro os protagonistas da trama narrada na denúncia. Além do desembargador, o advogado Walquir Rocha Avelar Júnior, o comerciante Tancredo Aladim Rocha Tolentino e a também comerciante Jaqueline Jerônimo Silva.
De acordo com a denúncia (clique aqui para ler a íntegra), os quatro tinham papéis bem definidos no esquema. Jaqueline recrutava os presos interessados em comprar a liberdade. O advogado Walquir, que também é vereador da cidade de Oliveira (MG), passava a representá-los judicialmente e contatava o comerciante Tancredo, conhecido como Quêdo,que fazia a intermediação do negócio com seu amigo, o desembargador Hélcio Valentim.
Com o dinheiro em mãos, o juiz orientava o advogado para entrar com pedido de Habeas Corpus quando estivesse no plantão judicial, em finais de semana. Então, determinava a expedição de alvará de soltura dos presos. Nos três casos narrados na denúncia, assinada pelo subprocurador-geral da República Eitel Santiago, as liminares foram negociadas para favorecer presos por tráfico de drogas.
O MPF descreve duas negociações que resultaram na liberdade de três presos e outra que foi abortada porque os dois presos não tinham o valor de R$ 360 mil de propina pedido pelos participantes do esquema. Segundo a acusação, “a  Polícia Federal somente conseguiu desvendar três casos, mas o quadrilheiro Quêdo relatou que a quadrilha atuou noutros casos”.
Carros vermelhos
O primeiro       caso relatado pelo Ministério Público na denúncia é o da liminar concedida pelo desembargador Hélcio no dia 6 de fevereiro de 2011, um domingo, para os presos Braz Correa de Souza e Jesus Jerônimo Silva. Segundo a denúncia, a liminar custou R$ 240 mil, que foi dividido entre os acusados. O dinheiro foi pago pela mãe de Souza, Rosa Conceição Durante Souza, e pela filha de Jesus Silva, Jaqueline, que passou a integrar o esquema, ainda de acordo com o Ministério Público.
As liminares foram pagas com a transferência de dois carros, um Saveiro e um Strada,       ambos vermelhos, avaliados em R$ 90 mil, conforme disse em depoimento à Polícia Federal o próprio advogado Walquir. A diferença de R$ 150 mil foi depositada por Rosa Conceição na conta de uma funcionária de Quêdo, entre os dias 1º e 4 de fevereiro. Ou seja, dois dias antes da concessão da       liminar.
O Ministério Público narra que R$ 45 mil foram entregues pessoalmente pelo advogado a Quêdo. Do valor, R$ 40 mil em espécie foram entregues nas mãos do desembargador em um envelope de papel pardo, na Fazenda Getúlio, em uma cidade chamada Cláudio, no interior de Minas Gerais.
A informação foi prestada pelo próprio Quêdo em depoimento à Polícia Federal.
Ainda ao depor para a PF, o comerciante afirma ser amigo do desembargador há mais de quatro anos e ter pedido vários favores a ele. “Ao obter sucesso, lhe dava certa quantia em dinheiro, apenas como forma de agradecimento”, disse no depoimento.
Nos dias que antecederam a concessão da liminar e um dia depois da libertação dos presos, o desembargador Hélcio e o comerciante Quêdo trocaram diversos telefonemas. “Toda essa comunicação entre os acusados tinha o objetivo de sincronizar a impetração do Habeas Corpus com a data do plantão do denunciado Hélcio Valentim”, descreve a denúncia.
“85 bilhetes”
O Ministério Público descreve um segundo caso semelhante ao primeiro. No dia 15 de maio de 2011, também um domingo em que o desembargador Hélcio estava de plantão, ele concedeu liminar determinando a soltura do preso Leandro Zarur Maia. O preso foi arregimentado, segundo a acusação, por Jaqueline, que já tinha obtido uma liminar em favor do pai mediante pagamento.
A denúncia narra que, desta vez, o preço cobrado pela decisão judicial foi de, pelo menos, R$ 85 mil, dos quais, novamente, R$ 40 mil foram entregues ao desembargador em mãos, em outro envelope pardo.
Com autorização judicial, a PF gravou conversas telefônicas e obteve mensagens de texto enviadas por celular (SMS) entre Walquir e Quêdo. Em uma das mensagens, enviada pelo advogado ao comerciante em 20 de abril — quase um mês antes da concessão da liminar — ele informa já estar com os “85       bilhetes”. No dia seguinte, o advogado ligou para Quêdo para perguntar se havia recebido a mensagem. O comerciante confirmou o recebimento e disse que já tinha mostrado para “o homem”, que seria o desembargador, que estava ao seu lado.
De fato, no dia 20 de abril o desembargador Hélcio viajou de Belo Horizonte para a cidade de Cláudio e se encontrou com o intermediário da venda das decisões na cachaçaria de propriedade de Quêdo. O encontro foi filmado pela Polícia Federal e faz parte de um dos anexos da denúncia. O dinheiro foi entregue ao desembargador em um sítio na cidade de Carmo da Mata, também interior de Minas Gerais.
Da mesma forma que ocorreu no primeiro caso, nos dias que antecederam a concessão da liminar os quatro acusados trocaram vários telefonemas, também listados na denúncia. O Ministério Público afirma que para garantir o acordo, o desembargador ligou para uma escrevente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais na sexta-feira (13/5) e ordenou que os pedidos protocolados no dia 14 fossem distribuídos ao desembargador Judimar Biber e os que chegassem no dia 15, fossem distribuídos para ele.
A informação foi prestada pela escrevente em depoimento à Polícia Federal: “Que, na sexta-feira, antes do final de semana do dia 14 de maio, a depoente recebeu uma ligação telefônica do desembargador Hélcio, orientando a depoente de que no final de semana as ações protocoladas no sábado seriam dirigidas ao desembargador Judimar Biber e no domingo a ele próprio; Que,pelo que a depoente se recorda, o desembargador Hélcio teria dito que tinha um compromisso no sábado”.
O advogado Walquir afirmou à PF que, em uma de suas conversa com Quêdo, ele afirmou que havia tomado “uma sacolada do homem”. Segundo o advogado explicou, era uma cobrança para que eles se cientificassem que não havia corréus no processo de Leandro para evitar que outros presos, que não pagaram pela liminar, fossem beneficiados.
Viagem cancelada
No terceiro caso narrado pelo Ministério Público Federal a liberdade dos presos não se consumou porque eles não conseguiram R$ 360 mil pedidos pelo advogado Walquir. Consta da denúncia que os irmãos Thiago e Ricardo Bucalon, também presos por tráfico de drogas, “souberam que alguns       ‘sucessos’ obtidos pelo advogado Walquir, e o contrataram para que comprasse a decisão concedendo-lhes a liberdade”.
Ainda segundo narra o MPF, o advogado procurou Quêdo, que consultou o desembargador Hélcio. Com a resposta afirmativa para dar curso à negociação, foi estipulado o valor de R$ 180 mil para cada um dos irmãos. Em depoimento à PF, Walquir informou que Quêdo pediu R$ 300 mil. E que ele próprio acrescentou R$ 60 mil, que seria a sua taxa pela participação no esquema.
A Polícia Federal constatou que, apesar de o negócio não ter dado certo, o desembargador Hélcio acessou o andamento processual do processo dos irmãos Bucalon pouco depois de a negociação cair por terra. Em outra mensagem de texto enviada de Walquir para Quêdo, ele informa: “Meu chefe, eu tive com aqueles 2 meninos de Ribeirão, cancela a viagem dos 2. Não vão ter dinheiro. Depois te explico”.
De acordo com o Ministério Público, também neste caso, apesar de a negociação não ter chegado ao final, estão consumados os crimes de corrupção passiva e ativa. “A doutrina e a jurisprudência advertem que a corrupção é crime formal, consumando-se com a mera oferta (a postura ativa) ou sua aceitação (a postura passiva)”, sustenta o MPF.
Jus Postulandi
A denúncia do Ministério Público Federal é resultado das investigações da chamada operação Jus Postulandi, deflagrada pela Polícia Federal em junho do ano passado. Na ocasião, Walquir e Quêdo foram presos e o desembargador onduzido até o STJ, onde foi ouvido pelo ministro Massami Uyeda, relator do processo. Depois disso, por unanimidade, a Corte Especial do STJ decidiu afastar o desembargador do cargo.
Além de pedir o recebimento da denúncia contra os 13 acusados, o MPF pede que o STJ  prorrogue o período de afastamento do desembargador de suas funções, desta vez fixando um prazo de 360 dias. O subprocurador-geral da República,Eitel Santiago, também pede que o STJ determine a Quêdo, Jaqueline e Walquir o comparecimento periódico perante um juiz federal para justificarem suas atividades, a proibição de saírem de suas cidades sem prévia autorização e o recolhimento domiciliar noturno e nos dias de olga.
“As medidas justificam-se por serem alternativa menos gravosa que a prisão preventiva dos acusados, e por dificultarem que eles atuem com o propósito de embaraçar a apuração dos fatos no curso da ação penal, que será certamente instaurada”, sustenta o Ministério Público.
A reportagem  da ConJur procurou ouvir os principais personagens da denúncia. De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a orientação é a de que o       desembargador Hélcio não dá entrevistas sobre o caso. A assessoria também não soube informar outros contatos diretos do magistrado ou de sua defesa, com o argumento de que o processo está sob segredo de Justiça.
Os acusados Tancredo Aladim Rocha Tolentino e Jaqueline Jerônimo Silva também não foram encontrados para comentar a denúncia. Na casa da mãe do comerciante denunciado, não souberam informar seu número de telefone celular. Nenhum deles retornou o pedido de entrevistas até a publicação do texto. A reportagem falou com o advogado Walquir Rocha Avelar Júnior. Ele       afirmou não conhecer o conteúdo da denúncia e respondeu que, depois de falar com seu advogado, se achar conveniente retornará a ligação.
e

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Psicóloga tem 15 dias para negar sua fé em Jesus

Psicóloga Marisa Lobo tem 15 dias para negar sua Fé em Jesus, dados pelo Conselho Federal de Psicologia. Leiam seu depoimento impressionante. Parece, ao ler, que estamos na China, Cuba ou Coreia do Norte mas, é nosso querido Brasil.
Conselho de psicologia inicia um processo de cassação de Marisa Lobo perseguição religiosa.
Conselho de psicologia da um prazo de 15 dias para que Marisa Lobo tire das redes sociais toda mídia que a vincule a sua fé Cristã estando ameaçada de cassação.
No último dia 09 de fevereiro às 11 horas da manhã a psicóloga Marisa Lobo, recebeu uma convocação para se apresentar ao conselho regional de psicologia, motivo seriam várias denúncias recebidas pelas redes sociais sobre seu exercício profissional.
Ao chegar ao conselho, Marisa Lobo, tirou uma foto lendo a bíblia, dizendo estar lendo seu manual de ética enquanto aguardava. (foto postada nas redes sociais, que já virou motivo de perseguição).
Ao entrar no conselho foi recebida por duas fiscais, que a colocaram a par das denúncias, todas feitas por ativistas gays, usuários de maconhas e ateu, que estavam se sentindo incomodados com a postura da mesma em se declarar psicóloga e cristã, por assumir em suas redes sociais que é Cristã, e pelos seus questionamentos de conteúdo do kit gay.
As fiscais leram todo código de ética, reforçando que ela é muito conhecida e que sua posição fere o conselho de psicologia e estão induzindo pessoas a posições contrárias ao homossexualismo e a convicções religiosas.
Relata Marisa Lobo
“Sobre a mesa colocaram Xerox de recados de twitter, o que me deixou indignada, como poderia estar sendo chamada para discutir ética, por denúncias de ateus, militantes gays, canabistas sem base legal alguma e que claramente me perseguem pelas minhas posições de direito de professar minha fé. Me senti perseguida, ouvi coisas absurdas, uma pressão psicológica que se eu não tivesse sanidade mental, teria me acovardado e desistido de minha fé.”
“Tentaram o tempo todo me vincular a homofobia, deixei claro que processaria todos eles, pois não sou homofóbica, nunca agredi ninguém apenas tinho minhas opiniões, que foram claramente negadas a mim pelas fiscais, me senti tolhida em meu direito de liberdade de expressão.”
Frase que foram ditas pelas fiscais que me indignaram
“Você não tem o direito, não pode se disser Cristã e psicóloga ao   mesmo tempo é ferir o código de ética.”
“Você não pode dizer que Jesus cura, sendo psicóloga,”
“Você não pode se disser psicóloga e cristã, guarde sua fé pra você,   não tem direito de externar para mídia.”
“Você não pode dar declarações que induza pessoas a acreditar que seu   Deus cura, como faz em seus sites e blogs.”
“você não tem direito de dizer em público que ama gay, mas quer   ter um filho hetero.”
“Me questionaram  que eu disse, em uma palestra que não acredito em cura da dependência química sem Deus.”
“Quando mandei que me dessem um exemplo de cura da dependência química só pela ajuda psicológica, ficaram em silêncio, eu disse que conheço centenas de casos, falei das estatísticas das comunidades e serviços que trabalham a fé, e dos meus 15 anos de trabalho na área vendo os milagres da transformação, apenas por dar essa oportunidade as mães e usuários de saberem que existe um Deus que pode tirá-los desse lixo que a psicologia não tem conseguido. Claro que a situação ficou mais crítica.”
“Entendi que, a pessoa pode morrer, na sua frente, mas você como psicólogo não pode em nenhum momento, falar de Deus para pessoa.”
“Contei o exemplo de uma mulher que entrou em meu consultório e me disse:”
“Dê-me uma razão para viver, ou vou sair daqui e vou desistir da minha vida!!!”
“Eu dei, Deus, ela está viva e bem até hoje.”
“E perguntei o que deveria ter feito, já que ela tratava com psicólogos psiquiatras, tinha luto patológico, era depressiva suicida e não tinha vontade de viver, deveria deixá-la morrer então? A dar a ela a chance de acreditar que existe Deus, eternidade. Não souberam responder, enrolaram, e mudaram de assunto.”
“Quando questionei que estavam me pedindo para negar Deus se quiser continuar exercendo minha profissão, elas se olhavam, e diziam: Não é isso, você pode ter sua fé mas não pode externar, guarde pra você, pois está induzindo pessoas a acreditarem em você pela sua influência.”
”Deixei claro que não uso a religião para tratar meus pacientes, não tenho nenhuma reclamação em 15 anos no conselho, eles sabem disso. Então não estava entendendo, porque tanto código de ética. Se com meus pacientes nunca cometi um erro.”
“Sou uma cidadã livre, a constituição me dá esse direito de professar minha fé, fora do meu consultório, elas sempre debatiam dizendo” “como psicóloga não.“
“Quando disse que então seria cassada, pois não negaria minha Fé, uma delas que disse:”
“Você não precisa ser cassada pode abandonar a psicologia”
“Disse que não abandonaria minha profissão, que não estou sozinha, que paguei caro pela minha formação, gastei anos da minha vida, e que não vou abandonar minha profissão, e que pago caro o conselho também elas me responderam:” “então deixe de falar de seu Deus de sua fé.”
“Eu enfrentei e disse vamos para o enfrentamento e cassação.”

O que a Globo não diz: A verdade sobre Rodrigo Pimentel.

Descubram porque ele defende Cabral
À beira da Lagoa onde vive confortavelmente, Pimentel, algoz dos colegas, parece estar pensando: "Ah se soubessem do meu passado"
À beira da Lagoa onde vive confortavelmente, Pimentel, algoz dos colegas, parece estar pensando: "Ah se soubessem do meu passado"

O capitão Rodrigo Pimentel se diz especialista em segurança pública, vende a imagem de que foi um policial corajoso que enfrentava bandidos e que deixou a PM por não concordar com as coisas erradas que aconteciam. Mas tudo não passa de uma grande farsa. Para começar como poderão ver abaixo, ele entende muito é de segurança privada. Quanto ao destemido policial vocês vão descobrir que na verdade Pimentel é uma vergonha para a tropa.

Porta-voz do governador Sérgio Cabral na TV Globo, Rodrigo Pimentel adora posar de vestal e guardião da moralidade. Pimentel disse que o cabo Daciolo e seus colegas dos bombeiros e da Polícia Militar, inclusive o coronel Paúl, deveriam ficar presos em Bangu 1. Mas agora vocês vão saber quem é Rodrigo Pimentel. Um covarde, aproveitador e hipócrita.

Saiu da PM depois que ao comandar uma operação entrou em pânico e urinou nas calças. O ex-comandante do BOPE, coronel Venâncio Moura teve que substituí-lo no meio da operação por um sargento que tomou a frente e salvou a guarnição. Todos no BOPE conhecem essa história lembrada como um exemplo de covardia e desonra para a unidade de elite.

Isso ninguém sabe do comentarista da TV Globo. Mas se vocês pensam que Rodrigo Pimentel é somente um covarde vão agora conhecer outro lado dele.

Transferido para o 29º batalhão, em Itaperuna, desmoralizado porque sua história correu a corporação, decidiu que era hora de deixar a Polícia Militar. Além do mais não se conformava em deixar de morar na Zona Sul, onde sempre viveu, desde que seu pai general foi morar na Urca.

Correu atrás de uma reforma por invalidez alegando que ficou surdo trabalhando na PM. Prestem atenção no laudo abaixo. Perceberão que o laudo aponta o perfil áudio-métrico de normalidade. Mesmo assim, aos 29 anos, o capitão Pimentel foi reformado por invalidez definitiva para o trabalho, com proventos proporcionais ao tempo de serviço.
Documentos oficiais da Polícia Militar
Documentos oficiais da Polícia Militar



Mas o “corajoso” capitão Rodrigo Pimentel queria receber o salário integral de capitão sem trabalhar pelo resto da vida, repito, aos 29 anos. Para isso comprou um laudo de um médico particular e conseguiu ficar ganhando como se estivesse na ativa. Recebendo inclusive mais um adicional por invalidez.

Decisão judicial
Decisão judicial



Bem, os senhores já viram Rodrigo Pimentel na televisão, ele não parece nada surdo, aliás, ele já apareceu até entrando ao vivo, dentro de um helicóptero com motor ligado e respondeu imediatamente a pergunta do apresentador com todo aquele barulho. Rodrigo Pimentel quando lhe convém escuta muito bem.

O hipócrita Rodrigo Pimentel, comentarista da TV Globo pode se dar ao luxo de criticar os seus colegas que lutam por melhores salários, já que além de receber o salário integral de capitão da PM (com adicional por invalidez), mais o dinheiro da TV Globo, é sócio em uma empresa de segurança privada e tem participação nos negócios de outra, conforme poderão ver nos documentos acima. A R & R Pimentel Consultoria em Segurança Limitada, tem ele e sua mulher Rosele como sócios, além disso tem participação na empresa Sunset Vigilância e Segurança Limitada. Um detalhe muito importante para vocês entenderem por que o “bravo” comentarista da TV Globo elogia tanto Cabral. Em uma dessas empresas ele trabalha com o Major Filipe que vem a ser o chefe da segurança pessoal de Sérgio Cabral. Agora dá para entender porque prefere elogiar Cabral e ficar contra seus colegas.

Para quem acreditava na mentira que ele sempre contou de que largou a PM por discordar de coisas erradas que aconteciam, e que foi um brilhante policial do BOPE está aí para vocês o verdadeiro Rodrigo Pimentel. Além de medroso e de ter saído da PM pela porta dos fundos, é aproveitador e hipócrita.

Tudo em casa

POUCA GENTE SABE DISTO, VAMOS ESCLARECER...ACREDITE SE QUISER:
O Paulo Bernardo
Ministro da Comunicações é marido da senadora
Gleisi Hoffman
O Gilberto Carvalho
Secretário Geral da Presidência da Republica, é irmão da
Mirian Belchior
Ministra do Planejamento
Essa Mirian foi casada com Celso Daniel
Celso Daniel

Ex-Prefeito de Santo André que morreu assassinado. Você sabia e não contou para ninguém?
Elizabete Sato
Delegada que foi escalada para investigar o processo sobre o assassinato do Prefeito de Santo André, Celso Daniel é tia de
Marcelo Sato

marido, apenas por coincidência, da filha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Lurian da Silva
Exatamente: Marcelo Sato, o genro do ex presidente da República, é sobrinho da Delegada Elisabete Sato, Titular do 78º DP, que demorou séculos para concluir que o caso Celso Daniel foi um "crime comum", sem motivação política.
Também apenas por coincidência, Marcelo Sato é dono de uma empresa de assessoria que presta serviços ao BESC - Banco de Santa Catarina (federalizado), no qual é dirigente Jorge Lorenzetti (churrasqueiro oficial do presidente Lula e um dos petistas envolvidos no escândalo da compra de dossiês)
                   E ainda, por outra incrível coincidência, o marido da senadora Ideli Salvatti (PT)
é o Presidente do BESC.



CONCLUSÃO:
"O POVO TÁ DORMINdO. NÓS ESTAMOS ACORDADOS. "NÓS CUMPANHEIROS DA INTERNET SOMOS VERDADERAMENTE UNIDOS PRA FAZER O QUE NUNCA ANTES FOI FEITO NESSE PAÍS: OU A CORRUPÇÃO PÁRA OU NÓS PARAMOS O BRASIL!
SEJA PATRIOTA: Passe adiante.