sábado, 24 de dezembro de 2016

Esquerda é contra generalizar o Islã; e culpa cristãos de hoje por fatos de 1000 anos atrás.


De repente, o noticiário dispara alerta de atentado: tiros, bombas ou veículo usado para matar pessoas inocentes. E a mídia esquerdista parte para o ritual já clássico: primeiro acusa a “extrema direita”, depois pede cautela, insiste que não há provas de terrorismo islâmico e finalmente exige que sejam evitadas generalizações para não haver “islamofobia”.
Vamos por partes.
Em primeiro lugar, é claro que não se deve generalizar nada, nunca. Isso deveria ser um ponto pacífico, sem prejuízo de discutir-se a incidência maior/menor de atos terroristas nesta ou naquela religião.
O problema é que são justamente os esquerdistas que generalizam, mas sempre contra os cristãos e o cristianismo. Mais ainda: não admitem que atentados quase que diários perpetrados hoje possam ser usados para questionar uma fé, mas ao mesmo tempo usam eventos de 500 ou 1000 anos atrás (Inquisição; Cruzadas) para culpar os cristãos de HOJE.
Aí complica.
Não apenas generalizam como acham tranquilo imputar culpa por fatos (muito) pregressos (e também questionáveis), sem permitir que atos DE AGORA possam servir para questionamento geral. Mas é aquilo: se a esquerda tivesse coerência, não seria esquerdista.
Fica o registro de mais esse truque mequetrefe.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Que segurança merecem esses Deputados?

 

A crise é tanta que a Alerj decidiu economizar justamente na comida dos policiais que fazem a segurança da Casa.
Em dia de manifestação tensa, está circulando um vídeo com a quentinha oferecida aos agentes: uma montanha de arroz e poucos pedaços de carne por cima.

No vídeo, os policiais ironizam e perguntam se é assim que os deputados se alimentam.

Segundo a Alerj, as quentinhas fornecidas aos policias que estão fazendo a segurança da Casa são compostas por arroz, feijão, uma proteína, acompanhamento e guaraná natural. São 600 refeições nos dias de votação e 200 nos dias em que não há plenário.

Ainda de acordo com a Assembleia, a empresa que está fornecendo o almoço dos agentes é a JG Tech Comercio e Prestação de Serviços Alimentícios LTDA, pelo valor de R$ 15,80 cada refeição. "A Alerj não recebeu nenhuma queixa oficial ou extra oficial do comando da PM ou da Força Nacional relativa à qualidade e quantidade da comida servida", diz a nota.

sábado, 3 de dezembro de 2016

A inacreditável coleção de joias da mulher de Sérgio Cabral.


Só na joalheria Antonio Bernardo foram compradas 460 joias, em dinheiro vivo e sem nota fiscal, por Cabral e Adriana Ancelmo. Ainda tem as joias da H. Stern. E falta o resultado da investigação em outras joalheiras famosas que também receberam isenções fiscais de Cabral e de Pezão. Não será surpresa se a coleção de joias da família Cabral ultrapassar as mil peças. Nem rainhas têm tantas joias. É uma afronta ao povo do Rio de Janeiro. É por causa dessa roubalheira que o Estado do Rio hoje está quebrado e os servidores agonizam. 
Isso me lembra um caso que ficou famoso, o de Imelda Marcos, mulher do ditador das Filipinas, Ferndinando Marcos, que foi deposto em 1986 e causou revolta da população do país ao se descobrir que a primeira-dama tinha uma coleção de 3 mil pares de sapatos. No caso da ex-primeira-dama do Rio, a coleção é de joias. 
Está mais do que claro que o casal Cabral lavava dinheiro da corrupção também através da compra de joias luxuosas, como o par de brincos de R$ 612 mil. 

sábado, 19 de novembro de 2016

Prenderam Garotinho, prenderam Cabral. Mas quando é que vão prender Lula e Renan?


​Depois que o Presidente da Republica, Michel Temer, veio a publico para dizer que Lula não poderia ser preso, o povo começou a perder a esperança. Mesmo assim, tanto a picanha, quanto a cerveja, continuam na geladeira aguardando uma operação da Policia Federal  que, logo ao amanhecer, busque  o Dom Lulone e, de algemas expostas,  conduza o  artista direto para  a Republica de Curitiba. Onde, de forma paciente, o dito cujo irá aguardar a chegada de Renan.

Moro, o povo está ficando impaciente. Essas operações estão demorando muito!

 Enquanto isso, no circo Brasil, Lula e Renan Calheiros continuam acreditando na impunidade e, com o chicote em uma mão e as rédeas na outra, vão ludibriando a Justiça  e mandando mais do que domador de leão velho.

A verdade, é que esse país precisa mudar. A omissão e a covardia, não são inerentes ao povo brasileiro que, unido nas ruas ou em qualquer outro local, brevemente, irá expurgar essa bandidagem do poder.

CREIA! QUANDO O POVO QUER, TODO UNIVERSO CONSPIRA A SEU FAVOR.

A esquerda domina a imprensa brasileira.

 Vejam a sutil diferença nos títulos das manchetes:

domingo, 13 de novembro de 2016

Porque o Brasil precisa e quer Bolsonaro?



Estudantes, “pau mandados” ou bandidos?


Para Protestar contra o governo não precisa invadir escolas, nem tirar a oportunidade de quem estudou o ano inteiro para se submeter as provas do ENEM.  Invadir e depredar o patrimônio publico é crime e pelo que se sabe, CRIMINOSO tem que ir preso e restitui o prejuízo  aos cofres da Nação.


Se no Brasil tivesse um presidente, com sangue no olho, do tipo de Donald Trump e/ou Jair Bolsonaro, se conseguir ser eleito, essas coisas não estariam acontecendo. 

Quem fazia a logística dessa bandidagem? Suprir os invasores de: alimentação processada; roupas etc. Porque não se evitou isso e/ou não se cortou o abastecimento de água e energia. 

O governo TEMER é medroso e a maioria de quem o cerca, só se preocupa em detonar a Lava Jato a fim de escapar da prisão.
Diante disso, vejam “o saldo PARCIAL da miséria aprontada por essa corja,. Ainda falta conferir muitas escolas e dessa ocupação o estrago é o seguinte: 28 escolas foram vandalizadas, com direito a equipamentos furtados. Entre outras coisas, “sumiram” com tablets, computadores, TVs, projetores, impressoras, etc. Além da destruição completa de algumas unidades, algo já mostrado em programas de TV, com imagens fartas e amplo registro da devastação, para o caso de alguém achar que se trate de notícia inventada”. ROUBAR É UM VERBO, INVADIR É OUTRO.

Traficantes que foram filmados comemorando e dançando FUNK começam a cair..


Ha pouco mais de uma semana alguns traficantes cariocas divulgaram imagens de uma comemoração. Nas imagens percebe-se alguns comentando sobre os próximas favelas a ser conquistadas.
Note o fuzil M4 com luneta com a inscrição PL. O individuo que o usa foi um dos primeiros do grupo a cair.


O suspeito foi ferido durante confronto com a polícia e socorrido ao Hospital do Joca que fica no bairro da PIAM em Belford Roxo. Com ele teriam sido apreendidos 128 sacolés de maconha, 206 pinos de cocaína e um fuzil.
A inteligência não para e a polícia, apesar de mal paga, está cumprindo seu papel.
http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2016/11/traficantes-que-foram-filmados-comemorando-e-dancando-funk-comecam-cair.html

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Canadá? África? Júpiter? Saiba para onde 16 celebridades prometeram fugir se Trump vencesse.


Não é só no Brasil. Também nos Estados Unidos, celebridades vestem a camisa dos candidatos mais à esquerda. Mais do que isso, prometem mudar-se para outros países caso a opção mais à direita vença. Na eleição presidencial de 2016, as promessa ocorreram acima da média. Afinal, havia toda uma histeria anti-Trump no noticiário.
O The Hill rememorou as promessas de algumas estrelas. E o Implicante as resume mais abaixo. São 16 celebridades que prometeram abandonar os Estados Unidos caso Donald Trump fosse eleito presidente:

ATORES

  1. Bryan Cranston prometeu se mudar, sem dizer para onde.
  2. Samuel L. Jackson prometeu mudar-se para a África do Sul.
  3. Lena Dunham prometeu mudar-se para o Canadá
  4. Neve Campbell prometeu voltar para o Canadá.

CANTORES

  1. Cher prometeu mudar-se para Júpiter.
  2. Miley Cyrus prometeu mudar-se, mas não disse o destino.
  3. Barbara Streisand prometeu mudar-se para o Canadá.
  4. Ne-Yo também levará a mudança para o Canadá.

COMEDIANTES

  1. Amy Schumer prometeu mudar-se para a Espanha.
  2. Chelsea Handler não definiu o destino, mas prometeu mudar também.
  3. Jon Stewart prometeu mudar-se para outro planeta, sem dizer qual.
  4. Whoopi Goldberg também não definiu o destino, mas sim, vai sair dos Estados Unidos
  5. Keegan-Michael Key prometeu voltar para o Canadá
  6. George Lopez prometeu voltar para o México.

POLÍTICOS

  1. Ruth Bader Ginsburg prometeu mudar-se para a Nova Zelândia.
  2. Al Sharpton também prometeu mudar-se, mas sem destino definido.
O Implicante espera que eles cumpram a promessa. E depois sejam sinceros ao relatar se de fato levam uma vida melhor fora dos Estados Unidos.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Aguente firme, Sérgio Moro,

Os lacaios do lulopetismo e integrantes de outras correntes estridentes recrudesceram os ataques a Sérgio Moro desde que o Comandante Máximo tornou-se réu na Lava Jato.


Moro foi chamado de inepto, parcial, ignorante, Savonarola, Tirano de Siracusa e até mesmo ridículo. Acusaram-no, ainda, de nutrir ambições políticas e alimentar o culto à própria personalidade, por intermédio da página da sua mulher no Facebook. Bobagem. Se eu fosse a mulher de Moro, teria orgulho de manter uma página sobre o maridão — e faria de tudo para incluir fotos e filminhos dele. Não duvido, aliás, que o juiz tenha sido obrigado a fazer um acordo doméstico de colaboração premiada com a sua querida Rosângela.



Quando Moro apareceu na Veja, deixando-se fotografar no embarque para a sua mais recente viagem aos Estados Unidos e dentro do avião, eu não gostei. Achei que ele havia aberto uma brecha para os seus inimigos — para os nossos. Ainda assim, Moro não fez nada de eticamente reprovável. Natural que tenha cedido um pouco à vaidade e também pensado que, pelo fato de ser a figura pública mais aclamada do Brasil, os leitores da revista tinham o direito de saciar minimamente a curiosidade sobre a sua vida.



Com Lula réu, diante da fúria dos lacaios do lulopetismo e integrantes de outras correntes estridentes, Moro deu uma grande entrevista a Fausto Macedo e Ricardo Brandt, no Estadão. Reafirmou que jamais entraria para a política (ele sabe muito bem que Antonio di Pietro, o juiz da Mãos Limpas, errou ao enveredar por tal caminho), disse que o foro privilegiado deveria ser restringido, esclareceu pela enésima vez que a corrupção é causadora de instabilidade, não o seu enfrentamento, e que a Lava Jato não tem data para terminar, uma vez que continuam a surgir informações sobre o maior esquema de corrupção do país.



A decisão de conceder a entrevista foi boa, inclusive como forma de apaziguar-se, mas espero que Moro silencie de agora em diante. Que fale apenas por meio dos autos. Pelo simples motivo de que não adianta nada tentar combater com a lógica esses detratores. Você vai de florete, os sujos vêm com gás sarin.




Transmito aqui a minha mensagem: prezado Sérgio Moro, no tribunal da história, o senhor já entrou como o maior juiz brasileiro — e eles todos, como réus. Enquanto a posteridade não chega, aguente firme o tranco do presente, porque todos os cidadãos de bem estão do seu lado.

*Por Jornalista Mario Sabino