domingo, 23 de abril de 2017

Juiz repele ação da comunista Manuela D´Ávila contra blogueiro Joselito Muller.


Irreverente, o blogueiro disse que vai gastar o dinheiro de Manuela no primeiro puteiro que encontrar pela frente.

Depois da Lista da Odebrecht, outra dor de cabeça acaba de ser acumulada pela deputada comunista Manuela Dávila. É que ela perdeu o processo que ajuizou contra o bloguista Joselito Müller.

A comunista alegou ter sido maculada em sua honra, Manu ajuizou ação que tramitou na 7ª Vara Cível da Comarca de Porto Alegre, na qual pediu condenação de Joselito a título de danos morais.

Em sentença de 21 de março de 2017, o juiz Oyama Assis Brasil de Moraes julgou improcedente a ação e condenou a deputada a arcar com os custos do processo, R$ 3 mil

O blogueiro avisou que gastará o dinheiro no primeiro puteiro que encontrar pela frente, mas s´fará isto depois que checar a origem lícita ou ilícita do valor.

Para entender melhor o processo 

​        
joselitomuller

sábado, 22 de abril de 2017

Polícia Federal descobre planos para assassinar o juiz da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Descrição: cid:ii_j1rcf9pc0_15b8ecb8c52a8da0
Como se sabe, a Operação Lava Jato não é restrita a Curitiba. Além do STF, que julga autoridades com foro privilegiado, há também um desmembramento no Rio de Janeiro, a cargo do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal.
Pois a PF investiga ameaças a Bretas, e pelo menos dois planos de assassinato foram descobertos.
O desembargador André Fontes, presidente do Tribunal Regional da 2ª Região, determinou reforço na segurança do juiz ameaçado.
A equipe da Polícia Federal investigando o caso no RJ é de Brasília, e é a mesma que apurou as ameaças contra Sergio Moro, que, embora tenha recusado inicialmente a escolta, passou a ser protegido dessa forma a partir de março do ano passado.

*Via implicante

terça-feira, 4 de abril de 2017

O amor da esquerda: Jair Bolsonaro divulga vídeo de socialista defendendo sua “eliminação”.

video
Comunista Cristiano Alves pede a eliminação de Jair Bolsonaro!

O processo de construção narrativa é lento e constante, além de infalível. Quanto a Jair Bolsonaro, goste-se ou não do parlamentar, a tática consiste em NUNCA divulgar qualquer ataque por ele sofrido, nem mesmo quando se trata de aparente ameaça contra a vida, e ao mesmo tempo divulgar QUALQUER frase polêmica por ele proferida, se possível com o máximo de distorção.
Pois é. Para piorar, mesmo os fãs do deputado são ali mencionados como alvos.E, novamente, não se trata de gostar ou não, de aprovar ou não, ou até de tê-lo como adversário. O embate político deve sempre acontecer no plano das ideias, obedecendo as regras mais razoáveis do bom senso.
Mas eis que tal vídeo segue sem divulgação na imprensa. Coube ao próprio deputado fazer isso em seu perfil. Algo assim é inaceitável e, bem sabemos, estaria em todos os veículos se fosse de alguém da direita contra um político esquerdista.

Professor Villa destrói falsos pastores!

video

Imposto sindical engorda peleguismo da CUT e Força Sindical.



O Brasil tem mais de uma dezena de centrais sindicais: CUT, CTB, CSP/Conlutas, UGT, Nova Central, Força Sindical. CUT e Força, alinhadas ao PT e ao SDD, dominam tudo.

Criada há 71 anos, a contribuição sindical, um imposto obrigatório que todo trabalhador paga, arrecadou R$ 2,3 bilhões somente no ano passado. Embora a maior parte desse bolo vá para os sindicatos (60%), as centrais ficam com 10% do valor, R$ 230 milhões em 2016.

Ninguém precisa prestar contas ou aplicar os recursos para finalidades específicas. Há uma verdadeira máquina de arrecadação que faz aparecer do nada, a cada dia, 1,6 novo sindicato no país.

Para pagar este imposto compulsório, cada empregado trabalha um dia de graça, seja sindicalizado ou não.

É a mina de ouro do sindicalismo brasileiro.

De 2008 para cá 2 mil novos sindicatos entraram na lista da divisão do bolo do imposto sindical, uma média de uma entidade a cada dois dias. Eram 9.077 e hoje são 20 mil.( Jornalista Polibio Braga )

sábado, 25 de março de 2017

As regalias do detento Cabral.


Todo mundo sabe que Sérgio Cabral está tendo regalias em Bangu 8. Por conta disso o juiz Marcelo Bretas chegou a mandar o ex-governador para Curitiba, onde, aliás, está preso um dos braços-direitos dele, seu ex-secretário Wilson Carlos. Mas o Tribunal Regional Federal revogou a decisão e Cabral voltou para Bangu 8. Denúncias de guardas penitenciários já denunciaram que Cabral passa o dia fora da cela, fica no ar condicionado, na biblioteca, se encontra com Adriana Ancelmo regularmente, recebe sacos de gelo e comida de fora do presídio. Agora fica explícito que o Governo do Estado está protegendo Cabral. Das 16 câmeras de Bangu 8, quatro estão quebradas. Agora vejam a "coincidência". Uma das câmeras inoperantes é a que registra imagens da cela de Sérgio Cabral. Por que será? Está arriscado a Cabral ser mandado de novo para Curitiba. 

Aliás, Adriana Ancelmo reclamou de uma inspetora do presídio por ter sido chamada de "detenta" e ter sido obrigada a colocar as mãos para trás, procedimento padrão dentro do sistema penitenciário. Vai ver que queria ser chamada de "doutora" ou de "minha riqueza", como Cabral a chama. A inspetora foi punida com transferência. Mais um absurdo!

*Via http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=23507

sexta-feira, 17 de março de 2017

Basta checar a “cor” do ato para confirmar que não era o Brasil, eram os partidos vermelhos.

Ao contrário do que propagou a imprensa, não houve “greve geral”, houve protesto esquerdista
O Brasil amanheceu o 15 de março de 2017 com a imprensa fazendo uma “cobertura de guerra”. Em qualquer canal que ligasse, em qualquer jornal que abrisse, o brasileiro veria repórteres narrando o que seria um acontecimento político histórico, uma – nas palavras deles – “greve geral”. Mas as próprias imagens os desmentiam: apenas um punhado de militantes tumultuavam o trânsito e tentavam causar algum transtorno ao cotidiano do cidadão.
Ao final do dia, ficou mais claro o que estava acontecendo. Para tanto, basta conferir a imagem mais acima. Estavam lá as mesmas camisas, bonés e balões vermelhos de sempre. E um palanque montado para receber Lula. Não era greve geral, era só um protesto esquerdista tentando salvar Lula dos problemas que vem enfrentando com a Justiça. Tudo com a devida conivência de uma imprensa aparelhada por militantes esquerdistas.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Melania Trump vence ação milionária contra blogueiro e jornal. Foi chamada de prostituta de luxo.

Conforme o The Blaze, a esquerda deu um tiro no pé. Ocorre que a primeira-dama dos EUA, Melania Trump, venceu uma ação judicial – de 150 milhões de dólares – contra um blogueiro que a chamou de “acompanhante de luxo” e o jornal britânico Daily Mail, que propagou a mentira.
Melania lançou a ação em Setembro alegando que o autor  Webster G. Tarpley, de Maryland, a chamou de prostituta. O Daily Mail repetiu as afirmações de Tarpley.
O advogado de Melania disse: “Os acusados fizeram várias alegações sobre a Sra. Traump que são 100% falsos e tremendamente danosos para sua reputação pessoal e profissional”.
A juíza Sharon Burrell concordou que o termo “acompanhante de luxo” é o mesmo que “prostituta de luxo”: “A corte acredita que a maior parte das pessoas que ouve o termo ‘acompanhante de luxo’ visualiza a descrição de uma prostituta. Não é possível que exista uma declaração mais difamatória do que chamar uma mulher de prostituta”.
A juíza não deixou claro se a inclusão do Daily Mail vai ser mantida, pois o jornal é estrangeiro, portanto não podendo ser forçado a pagar. Nesse caso, a coisa complica ainda mais para Tarpley.