terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

O tirano ditador e sanguinário Fidel Castro, envia carta aos trabalhadores do MST

"O Movimento Sem Terra é a genuína expressão da luta por um mundo melhor". A frase é de Fidel Castro Ruiz, presidente de Cuba, em mensagem enviada ao 5º Congresso do MST, que acontece em Brasília. A carta de Fidel foi lida para cerca de 20 mil trabalhadores Sem Terra na terça-feira, dia 12. "O MST é um dos mais destacados e combativos movimentos sociais que lutam por este mundo melhor. É também um dos mais organizados em suas ações e profundos em suas concepções", disse o líder cubano.
Fidel Castro também destacou a solidariedade entre cubanos e o MST, que conta atualmente com 80 jovens estudando na Escola Latino-Americana de Medicina, de Cuba. Outros 20 já se formaram médicos e 40 iniciam seus estudos ainda este ano. Ele também saudou a criação da Escola Latino-Americana de Agroecologia, no Paraná, e o uso, pelo MST, do método "Sim, eu posso", que já alfabetizou milhares de jovens e adultos sem-terra no Brasil. "A solidariedade de Cuba com os projetos sociais de alto conteúdo humano não faltará", completou.
Além de Fidel, outro presidente que fez questão de enviar uma mensagem aos Sem Terra, foi o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Em uma mensagem gravada em vídeo ele agradeceu ao convite de participar do Congresso, que não iria participar por problema de agenda, e enviou saudações e comentou que o MST é o movimento que está em crescimento.
LEIA A ÍNTEGRA DA MENSAGEM DE FIDEL CASTRO
Companheiros e companheiras do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra,
Com sinceros sentimentos de solidariedade, lhes envio uma fraternal saudação, na ocasião em que ocorre o seu 5º Congresso. É uma satisfação enviar esta mensagem a vocês, que são a genuína expressão da justa luta por um mundo melhor, sem exclusão nem exploração.
O Movimento Sem Terra é um dos mais destacados e combativos movimentos sociais que lutam por este mundo melhor. É também um dos mais organizados em suas ações e profundos em suas concepções, como partes integrantes de um estilo de trabalho, no qual se destaca a discussão coletiva e a austeridade como características relevantes.
Do Movimento Sem Terra, temos recebido a solidariedade e o alento, em nossa longa e dura luta frente ao império mais poderoso que jamais existiu e para construir uma sociedade de justiça e eqüidade social.
Observo com interesse o projeto de estabelecer, em conjunto com a Via Campesina, uma escola latino-americana de agroecologia para formar 250 jovens camponeses, a cada semestre, como agrônomos ecologistas. É um excelente projeto, do qual se beneficiará a agricultura latino-americana e caribenha.
Para mim, também é motivo de alegria saber que vocês já contam com 20 jovens médicos brasileiros surgidos das filas do Movimento Sem Terra e egressos da Escola Latino-Americana de Medicina, que outros 80 estão estudando ali e mais 40 iniciarão seus estudos este ano, enquanto avança entre vocês o programa de alfabetização de adultos no campo, mediante o método desenvolvido em Cuba e prazeirosamente cedido ao Movimento Sem Terra, "Yo sí puedo", em português, "Sim,eu posso".
A solidariedade de Cuba com os projetos sociais de alto conteúdo humano como esses, não faltará. Desejo-lhes êxitos em seu 5º Congresso.
Fidel Castro Ruiz

Um comentário:

  1. QUANDO SE TRATA DE BANDIDAGEM O BRASIL TEM QUE ESTAR JUNTO.

    ResponderExcluir